Kansas City, KS - EUA / Jaraguá do Sul, SC - BR

20 de novembro de 2013

Brasil #59

Meu amado Brasiiiiil, aqui estou eu, quase 4 meses de volta!!! Relaxei com o blog - eu sei! - mas hoje eu acredito nas meninas que dizem que não tem muito tempo depois que voltam pra cá...comecem a acreditar nisso também e já se preparem, porque a volta é correriiiiia!


Vou tentar fazer um post mais curtinho do que o último - que foi gigante! Quem não leu, eu contei minhas últimas aventuras na terra do Tio Sam, contei como foi o meu super longo vôo de volta e como foi a chegada no Brasil, desde Receita Federal até rever a família e o namorado. Dá uma conferidinha lá! ;)
Hoje eu vim falar de como foram meus primeiros momentos aqui, e como eu estou hoje.
Quando cheguei fiquei duas semanas só de pernas pro ar! Uma semana meu namorado e eu ficamos grudados, uns dias na minha casa e uns dias na casa dele (moramos em cidades diferentes, pra quem não sabe). Organizei minhas malas e coisas até na terceira semana... Ah, e pra quem leu o post passado, eles acharam minha mala perdida alguns dias depois que eu cheguei e entregaram aqui em casa. Ela veio quebrada e levaram pra consertar, lembram? Pois então, deram perda total na mala porque quebrou uma peça que era mais cara que a mala, e ai me reembolsaram no valor de R$ 300, onde eu acabei saindo no lucro, já que comprei a mala de uma outra au pair e lá nos EUA, acho que paguei $ 40.
Bom, na terceira semana aqui, eu comecei a enviar currículos via internet. Eu trabalho com fotografia e um dia sonho em me manter somente com isso, mas começar um negócio JÁ É super difícil, imagina se manter só daquilo? Por isso ainda preciso de outro emprego, e lá fui eu... Enviei mais de 30 currículos, enviei pra muitas escolas de inglês (quase todas as ex au pairs serão professoras algum dia, hahaha), enviei pra todas as fábricas e empresas grandes da minha cidade, me cadastrei em várias RH, mandei pra estúdios de fotografia...


Depois de alguns dias tive retornos de escolas de inglês e de RH e estúdios. A fotografia não dá dinheiro NENHUM se você trabalha pra outra pessoa assim, somente como um empregado. Então eu descartei..esperava uma proposta melhor depois de 7 diplomas de cursos no exterior, mas me pagando de mil reais pra baixo? Nananinanão, descartei. Depois recebi retorno de empresas, mas todos os e-mails falando que eles estavam sem vagas no momento mas iriam guardar meu currículo para futuras oportunidades. Ok... Fiquei bem desanimada no início, porque o que eu realmente queria era um trabalho em alguma empresa grande, trabalhar em algo que exigisse meu inglês e me desse um salário estável. E ai comecei a fazer testes e entrevistas em escolas de inglês. Fui em 5 escolas ao todo, só 1 não me deu retorno, as outras 4 quiseram fechar comigo!! Uma eu descartei pelo conjunto "carga horária + salário", a outra acabei descartando porque não dava pra ficar com todas, né? E nas outras 2 eu estou trabalhando hoje em dia :) em uma vai fazer 3 meses que estou trabalhando - ou seja, fiquei somente um mês e alguns dias sem trabalhar desde que eu cheguei. Na outra faz um mês e meio que comecei e só tenho uma turminha, porque foi uma professora que teve que deixar a turma agora no final do ano, então só estou cobrindo ela mesmo, mas é 10 minutinhos andando aqui de casa e dá um dinheirinho pra ajudar no fim do mês :D provavelmente eu saia dessas duas escolas no final do ano, quando as aulas acabarem, devido aos meus planos pro ano que vem. Mas isso fica pra um post só no início do ano que vem, ok?


E o que eu estou achando de ser PROFESSORA de inglês? Eu estou ADORANDO! Não vou dizer que é o que sempre sonhei - muito pelo contrário! Eu só queria ser professora quando era criança (assim como muitas outras crianças), mas depois nunca mais pensei nessa possibilidade não, e hoje cá estou eu, dando aulas! Me apaixonei por isso, acho super gostoso, e tenho recebido muitos elogios. Até em uma das escolas, quando comentei que talvez eu saia no fim do ano, me fizeram uma proposta super boa, pediram pra eu ficar e disseram que gostaram muito de mim e os alunos me elogiam muito. Fiquei super feliz com isso! :) mas não, não tenho planos de ser teacher forever. MAS é algo que me dá um horário super flexível e que me dá liberdade pra trabalhar na minha área de foto. Por falar nisso, terminei meu site novo, quem quiser dar uma olhadinha www.clau-fotografia.com ...enfim, propaganda é a alma do negócio! :D



E o que mais eu fiz nesses quase 4 meses? Fiz mais cursos de fotografia, comprei livros em inglês (pra continuar praticando a leitura - mas era algo muito pesado pra trazer de lá), fui ver algumas lindas praias de SC e pisar na areia (ainda não esquentou bem pra entrar no mar), viajei com o namorado duas vezes, comi muito, conheci praias novas, vi a maior parte da minha família (tem uma parte que eu não vejo há anos :/ não foi só desde quando voltei), comi muito, matei a saudade dos amigos, joguei boliche, comi muito e comi fora várias vezes, fiz uma limpa no meu guarda-roupa, revelei várias fotos da viagem, fui em uma balada (sim, só uma!!! quem me viu, quem me vê...), troquei de carro, comi muito, comprei pouquíssima roupa (só o que eu precisei MESMO) e pesquisei muito até achar um preço bom - afinal, depois de voltar dos EUA qualquer roupa aqui é cara. E ah, comi muito também! :D gente, eu comi tanto desde que voltei...mas claro, também comecei academia de novo - amo! Então estou me esforçando ao máximo pro verão haha! Até fiz regime já também, por umas 3 ou 4 semanas, mas abandonei semana passada...não nasci pra isso, prefiro comer e ser feliz! :P


E é isso gente! Agora vou falar rapidinho dos comentários dos dois últimos posts que tiveram perguntas pra mim.
Sobre o reencontro com o namorado eu contei no post passado já, mas gostaria de acrescentar aqui, pras meninas que ficam muito tempo longe do namorado já terem o conhecimento disso, que é MUITO estranho ter um namorado de volta. Porque afinal, um ano longe (um pouco mais ou um pouco menos, depende o caso) é quase se tornar solteira de novo, e isso acontece com ele também. E do nada ter alguém dormindo junto, pegando na mão, querendo te beijar...é tudo muito estranho, ta? Mas depois de um tempinho isso passa e tudo fica normal, NÃO SE PREOCUPEM! Eu me preocupei horrores no começo hahaha até conversei com meu namorado sobre isso depois de uns dias, mas isso tudo passou em questão de umas duas semanas - cada pessoa e casal tem seu tempo, ta gente? E nós aguentamos 13 meses juntos, nunca terminamos - mas claro que tivemos momentos super difíceis, mas hoje estamos aqui, juntos! Então SIM, é possível!

Amor e eu conhecendo a Praia do Rosa - SC

E sobre a vontade de voltar... NÃO, eu não tenho! Eu amo onde moro, acho muita coisa melhor no Brasil, gosto de tudo aqui, tenho muitaaas praias lindas há 45 minutos da minha casa (moro no litoral de SC), as pessoas aqui são mais educadas, e assim vai... Claro que os dois países tem lados bons e ruins, mas eu amo Santa Catarina :) eu noto que a maioria das meninas que chega aqui e se desespera pra voltar são meninas que moram em cidades muito grandes, que tem dificuldade pra achar emprego, ou então meninas que moram mais no Nordeste, que tem uma vida bem diferente da vida dos EUA. Meu caso não é nenhum desses dois, então não, eu não tenho vontade de voltar. E também não tive ADAPTAÇÃO, já desci do avião adaptada, afinal, eu já sabia tudo o que me esperava aqui...então no meu ponto de vista não tive adaptação nenhuma a partir do momento que tudo o que estou vivendo aqui hoje eu já vivi por vários anos antes de ir pra lá, right? Claro que quero voltar pra visitar, amo minha HF, converso sempre que possível com eles, já vi que meu baby ta ENORME e mais esperto ainda, e meu coraçãozinho dói quando vejo as fotos dele e do meu maior espalhadas no meu quarto...mas os amo de paixão e vou visitá-los provavelmente no ano que vem.

É isso girls, quem tiver alguma pergunta joga nos comentários que eu respondo no próximo post :) e vou anotar na agenda pra NÃO DEMORAR pra escrever aqui de novo, ok? Ainda nem contei das minhas férias na Disney, ai senhor!!! Eu volto logo, prometo!


Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

2 comentários:

Mari disse...

Eeeeee welcome back!
Eu digo, quando a pessoa tem um plano para quando chega no Brasil e planos para o futuro, e quando tem um relacionamento bom e estável, dificilmente vai cogitar voltar para os EUA. Enfim, cada um é cada um. Que bom saber que sua adaptação (ou não-adaptação, como você diz) foi tranquila e que você está curtindo trabalhar como professora de inglês... é fato, quase toda ex-au pair acaba sendo professora de inglês! Hahahaha.
Não demore para voltar hein! As tuas histórias são sempre ótimas!
Bjo

Duda disse...

que lindas as fotos do site!!! impressao minha ou tem um ensaio do teu baby? coisa linda *-*

adorei o post, bom de ter de volta! :)

espero que as coisas continuem dando certo pra ti.

ps: realmente, é dificil nao amar santa catarina, to indo praí no Natal. viagem de despedida, antes do embarque :)

Seguidores

Posts populares